Edição da Mostra Ecofalante com temática sobre meio ambiente

A Mostra traz em sua programação uma série de longas-metragens voltados para a temática do meio ambiente, em programação híbrida e gratuita, que conta também com debates.

0
rashed - Para Onde vai o Nosso Lixo
rashed - Para Onde vai o Nosso Lixo

De 1º a 21 de junho, a Mostra Ecofalante – Especial Semana do Meio Ambiente disponibiliza sua programação de forma online e acessível em todo o Brasil através do site ecofalante.org.br. A programação é um desdobramento da Mostra Ecofalante, evento que acontece todos os anos, e neste ano ocorre de 27 de julho a 18 de agosto, considerado o mais importante festival sul-americano dedicado às temáticas socioambientais.

No total, estão reunidos online 20 longas-metragens produzidos entre 2009 e 2021 e ainda um documentário inédito, Lixo Mutante,  de Dani Minussi e Adriano Caron, que é exibido em avant-première. O filme discute a questão dos resíduos sólidos através de entrevistas e performance, além de propor novas relações entre sociedade, indivíduo e lixo.

Na programação são apresentadas duas produções que causaram forte impacto junto ao público da Mostra Ecofalante de Cinema. O vencedor do Oscar de melhor documentário de longa-metragem A Enseada (2009) mostra como um grupo de ativistas, liderados por um treinador de golfinhos e utilizando equipamentos de última geração, se infiltra em uma enseada escondida no Japão, trazendo à tona um segredo sombrio e mortal. Dirigido pelo norte-americano Louie Psihoyos, o longa conquistou ainda o prêmio do público para documentários no Festival de Sundance, entre dezenas de outras premiações.

Destaques da Programação

A programação traz debates online, transmitidos pelo canal da Mostra Ecofalante no YouTube. Um deles trata da efeméride de 30 anos da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a Rio-92, e dos 50 anos do Relatório Limites para o Crescimento, também conhecido como Relatório Meadows. Esse foi o primeiro grande alerta da ciência para o fato de que o modo de vida da civilização ocidental não poderia ser sustentado pelos recursos planetários no longo prazo.

Por sua vez, o espetacular Era Uma Vez Uma Floresta (2013), do francês Luc Jacquet (vencedor do Oscar por A Marcha dos Pinguins), nos introduz aos segredos e tesouros contidos numa floresta tropical. Por meio de belíssimas animações sobrepostas em cenários reais, somos convidados a testemunhar como nasce uma floresta tropical.

Aqui, se documenta o crescimento de uma floresta, em uma jornada nas profundezas da selva tropical. Trata-se de um convite para um mundo de maravilhas naturais e beleza surpreendente.

O filme fornece uma completa imersão sensorial no esplendor primitivo de um dos mais ricos mistérios da natureza, convocando o público a entrar, descobrir e se maravilhar com um universo de tesouros incalculáveis, enquanto une sua voz à crescente consciência da necessidade de preservar nosso mundo. A obra foi indicada ao prêmio César (o Oscar do cinema francês) na categoria de melhor documentário.

No britânico Trashed – Para Onde Vai Nosso Lixo? (2012), de Candida Brady, o ator vencedor do Oscar Jeremy Irons se propõe a descobrir a extensão e os efeitos do problema global do lixo enquanto viaja ao redor do mundo para destinos contaminados pela poluição. O filme teve première no Festival de Cannes e venceu o prêmio especial no Festival de Tóquio.

De forma descontraída, Bag It (2010), de Suzan Beraza, acompanha um ativista em uma viagem pelo planeta, em uma investigação sobre os efeitos do plástico nos rios, oceanos e até nos corpos humanos. A obra foi vencedora do prêmio do público no Festival de Cinema Independente de Ashland (EUA).

Eleito melhor documentário nos Prêmios Goya – a premiação mais importante do cinema espanhol –, o longa Frágil Equilíbrio(2016), de Guillermo García López, cruza três histórias de três continentes, articuladas pelas palavras de Pepe Mujica, ex-presidente do Uruguai. O filme trata de questões universais que ameaçam a humanidade, questionando as bases do mundo em que vivemos.

Elogiado por sua exuberância visual e vencedor do prêmio de melhor documentário canadense no Festival de Vancouver, Antropoceno – A Era Humana, de Jennifer Baichwal, Nicholas de Pencier e Edward Burtynsky, percorre seis continentes e 20 países para documentar o impacto causados pelos humanos no planeta. 

Sobre a Mostra Ecofalante

Segundo o diretor do evento, Chico Guariba, “a Mostra Ecofalante de Cinema completou dez anos em 2021 e é o festival que mais cresce no país. Nessa programação especial da Semana do Meio Ambiente, fizemos uma seleção de alguns dos filmes internacionais mais importantes que passaram pela Mostra, inicialmente exibidos em São Paulo, com o intuito de levá-los agora a todo o Brasil”. 

A Mostra Ecofalante – Especial Semana do Meio Ambiente é uma realização da ONG Ecofalante. Apresentado pelo Ministério do Turismo, Valgroup e Ecofalante, o evento conta com patrocínio da Mercado Livre e da Spcine. A iniciativa tem apoio da White Martins e Comerc Energia. 

Criada em 2012, a Mostra Ecofalante de Cinema ampliou e definiu novos parâmetros para este tipo de iniciativa, colocando em discussão – além de biodiversidade, emergência climática, contaminação e povos originários – temas relacionados à vida nas cidades, ativismo, alimentação, consumo, economia, trabalho e saúde.

Serviço

Mostra Ecofalante – Especial Semana do Meio Ambiente 
De 1º a 21 de junho de 2022, gratuito.
Programação online disponível em: ecofalante.org.br e youtube.com/mostraecofalante.
Programação presencial: Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro 1000, Paraíso – São Paulo

Quer receber essa e outras notícias no seu e-mail? Assine a newsletter

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here