Literatura irlandesa além de Marian Keyes – Blog e-Urbanidade

0

Definitivamente as dicas de leitura da Revista Bravo! são muito boas. Durante muito tempo usava o veículo para fazer minhas escolhas literárias e agora vou voltar. Vários autores que nunca escolheria na prateleira da livraria tive acesso pelas dicas de lá.

E agora, não é diferente, ainda estou nos primeiros capítulos, mas estou lendo o excelente O Encontro, da autora irlandesa Anne Enright. O livro retrata a história de uma família numerosa após a morte de um dos seus integrantes. Daí, desenvolve-se uma narração cheia de boas revelações e de um texto tão delicado que parece poesia.

Claro que não podemos deixar de falar da qualidade do livro sem lembrar do tradutor que conseguiu transferir para nossa língua de forma extraordinária.

A autora já escreveu outros livros, mas este é o primeiro volume traduzido em português. Lembra um pouco o tom “poético” de Nelida Piñon, que nutro uma decepção, apesar de adorá-la nas entrevistas, não consigo passar dos primeiros capítulos dos seus livros, mesmo reconhecendo a literatura de qualidade que faz. Acho que a irlandesa lembra Piñon, mas de uma forma mais soft e vai direto ao assunto, desenvolvendo suas histórias com muita sensibilidade.

Também há de se dizer que uma pessoa que gosta da também irlandesa Marian Keyes e se diverte com sua leitura comercial, não se pode falar muito. Mas ando gostando da literatura do país que já visitei uma vez e adorei.

Se vc não sabe o que é um livro soft e também não entendeu porque colocar Piñon no meio da história, fique com a mensagem, vale a pena ler O Encontro. E vou contando mais do livro, pois estou bem no início ainda.
Quer receber essa e outras notícias no seu e-mail? Assine a newsletter

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here