Grupo Galpão lança webdocumentário sobre processo de criação da peça Outros | Blog e-Urbanidade

0
1
Grupo Galpão - Foto: Luiz Felipe Fernandes
Grupo Galpão - Foto: Luiz Felipe Fernandes
Grupo Galpão - Foto: Luiz Felipe Fernandes
Grupo Galpão – Foto: Luiz Felipe Fernandes

Na ativa há quase 40 anos, o Grupo Galpão lança o webdocumentário A Gente Pode Tudo Pelo Menos Por Enquanto. Em seis episódios de aproximadamente 15 minutos, o diretor Luiz Felipe Fernandes mostra o processo de criação da peça Outros. Esse é o mais recente espetáculo da companhia, tendo estreado em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte em 2018.

Todos os episódios ficam disponíveis no YouTube do Grupo Galpão, sendo uma das versões com tradução em libras.

O documentário não segue um formato linear, mescla imagens de ensaios, intervenções artísticas nas ruas das capitais e conversas entre o elenco e o diretor da peça, Marcio Abreu. A ideia de Luiz Felipe Fernandes era justamente transformar a câmera em um integrante do grupo, captando toda a intimidade entre os atores.

Sempre que tinha uma roda de conversa ao redor da mesa, eles já puxavam uma cadeira para a câmera“, revela Luiz Felipe. “A câmera nem sempre estava na posição mais propícia para o enquadramento, por exemplo, mas em uma posição de escuta, como se fosse uma pessoa qualquer que não fica se movimentando para ter o melhor ângulo. O conteúdo está acima disso. E eu acho que isso conferiu também mais intimidade pro material. Não era uma pessoa que estava indo ali olhar um dia de ensaio. Foi incorporado ao processo“.

Ensaios do Grupo Galpão - Foto: Luiz Felipe Fernandes
Ensaios do Grupo Galpão – Foto: Luiz Felipe Fernandes

As 150 horas de imagens foram captada entre março de 2018 e de 2019, pelo diretor. “Eu estava muito dentro e eu não me senti capaz de montar. E no fim das contas, eu preferi não estar na montagem, apesar de ter feito uma primeira seleção para os montadores (Alexandre Baxter e Luiz Pretti) e discutirmos caminhos”. 

O documentário conversa com os mesmos temas abordados na peça: alteridade, perplexidade, movimento, insuficiência da palavra, poesia e “dentro e fora” – fazendo referência ao palco e às outras interações com o público.

Vale ficar de olho no episódio sobre movimento. A atriz Teuba Bara, com 80 anos de idade e uma das referências do Galpão, impressiona pela leveza de seus movimentos, mesmo com a mobilidade limitada por uma recente cirurgia no joelho.

Além de Teuba, também faz parte do elenco de A Gente Pode Tudo Pelo Menos Por Enquanto: Antonio Edson, Beto Franco, Eduardo Moreira, Fernanda Vianna, Inês Peixoto, Júlio Maciel, Lydia Del Picchia, Marcio Abreu, Paulo André e Simone Ordones.

Chegar ali, encontrar um grupo que está há quase quarenta anos fazendo teatro – isso por si só já é uma coisa incrível e digno de um documentário“, conta Luiz Felipe. “Encontrar esses atores, de 50 e poucos anos até 80 – como a Teuda – com essa disposição de se jogar a cada nova empreitada, a cada nova aventura, e mergulhar mesmo, com a coragem que eles têm, a entrega, é muito lindo”.

Para assistir A Gente Pode Tudo Pelo Menos Por Enquanto, não é necessário ter assistido à peça, embora isso enriqueça a experiência do telespectador. O diretor afirma que a produção foi feita para qualquer um que se interesse pela montagem teatral, trazendo o público para dentro do espetáculo.

Serviço:
A Gente Pode Tudo Pelo Menos Por Enquanto
Episódios às segundas e quintas, até o dia 28 de janeiro.
Os episódios ficarão disponíveis até o dia 12 de fevereiro, no canal de YouTube do Grupo Galpão.

Assista ao primeiro episódio a seguir:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here