Festival Internacional de Documentários de Moda apresenta produção exclusiva sobre Pierre Cardin | Blog e-Urbanidade

0
O Império de Pierre Cardin - Foto: Divulgação assessoria
O Império de Pierre Cardin – Foto: Divulgação assessoria

Acontece o Festival Internacional de Documentários de Moda, também apelidado de Feed Dog Brasil 2020. Pela primeira vez online, a mostra traz diversos filmes tanto brasileiros quanto de outros países, que falam sobre grandes ícones da moda e as transformações dessa indústria nos últimos anos.

Além da mostra de filmes, o Festival de Documentários de Moda também traz uma programação paralela focada no diálogo entre várias vertentes diferentes dessa indústria. Em meio a pandemia de Covid-19, profissionais da área participam de debates e oficinas falando sobre as transformações que a moda vem sofrendo nos últimos anos, os desafios de consumo atuais e a sua relação com um mundo cada vez mais inclusivo.

As palestras serão transmitidas ao vivo em horários específicos, e acontecerão até sábado, dia 19 de dezembro (confira a programação no final desta matéria).

Um dos grandes destaques do Festival de Documentários de Moda de 2020 é a produção O Império de Pierre Cardin. Inédito no Brasil, conta toda a trajetória do renomado estilista, que continua em atividade até hoje, aos 98 anos.

Também estreia no festival Martin Margiela: In His Own Words. Conhecido por ser misterioso e raramente dar entrevistas, o documentário é uma chance quase única de entender a trajetória do estilista, contada pelo próprio.

Além disso, outros documentários aclamados mundialmente também fazem parte do Festival. The Disappearance of My Mother, por exemplo, usa a figura da icônica modelo italiana Benedetta Barzini como ponto de partida para discutir temas como feminismo e objetificação do corpo feminino. Já o documentário McQueen, como o próprio nome já diz, fala sobre o famoso estilista Alexander McQueen.

Mapplethorpe: Look At The Pictures aborda a vida do fotógrafo Robert Mapplethorpe, e Halston conta a história de ascensão e queda do famoso designer.

Favela é Moda - Foto: Camila Reis
Favela é Moda – Foto: Camila Reis

O Festival de Documentários de Moda também traz discussões sobre modelos de produção. Machines, por exemplo, é um retrato das condições de trabalho da indústria têxtil na Índia. Já Bangaologia – The Science of Style, do angolano Coréon Dú, fala sobre temas como ancestralidade e as mudanças no mundo da moda.

Um dos filmes nacionais exibidos no Festival é o Favela é Moda, escolhido como melhor documentário pelo público do Festival do Rio de 2019. Já Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar fala sobre como a indústria do jeans mudou a vida dos moradores de uma cidadezinha no interior de Pernambuco.

Os filmes Fios de Alta Tensão e Deixa na Régua também fazem parte do line-up do Festival, e falam sobre o significado do cabelo para diferentes comunidades. Também estão disponíveis os curtas Alfaiates de Belo Horizonte, Mini Miss e Planeta Fábrica.

Confira a programação paralela do Festival de Documentários de Moda a seguir:

Oficina Business Plan no Negócios de Moda, com Aldo Clécius
17/12 e 18/12, das 16h às 19h.
*Vagas limitadas. Necessário fazer inscrição gratuita pelo site da Sympla.

Talk Valéria Said: Moda e Políticas Públicas Culturais
17/12, às 17h.

Talk Flávia Durante: Moda para todos
17/12, às 19h30.

Debate Juliana Lopes e Lena Santana: A moda do futuro e o futuro da moda
18/12, às 17h.

Debate Camila Reis, Clariza Costa e Emílio Domingos: Favela é Moda
18/12, 19h30.

Oficina O Turbante e seus significados, com Thaís Muniz
19/12, de 16h às 17h30.
*Vagas limitadas. Necessário fazer inscrição gratuita pelo site da Sympla.

Serviço:
Festival Internacional de Documentários de Moda – Feed Dog Brasil 2020
Até 18 de dezembro de 2020
Acesso gratuito aos filmes pelo site do Festival.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui