Exposição sobre a vida e obra da escritora Carolina Maria de Jesus

O e-Urbanidade visitou a exposição Carolina Maria de Jesus – Um Brasil para os Brasileiros e conta os detalhes.

0
45
Carolina Maria de Jesus: um Brasil para os brasileiros - Foto: Acervo IMS
Carolina Maria de Jesus: um Brasil para os brasileiros - Foto: Acervo IMS

O Instituo Moreira Salles Paulista (IMS) abriga a exposição da escritora Carolina Maria de Jesus (1914-1977)e procura mostrar a grandeza de uma autora que vai muito além dos estereótipos construídos a partir da imagem de uma “escritora favelada”.

Carolina de Jesus, que publicou em vida quatro livros – Quarto De Despejo, Casa De Alvenaria, Pedaços Da Fome e Provérbios -, tornou-se conhecida como escritora de diário, a partir do sucesso estrondoso da primeira publicação.

Carolina escreve sobre seu cotidiano como catadora de papel e metal e dasua luta contra a fome na favela do Canindé, em São Paulo. Tal fato, ofuscou a diversidade da escrita dela, já que ela contempla também outros gêneros como peças de teatro, romances e poesias.

A exposição, organizada em 15 eixos temáticos, reúne enxertos, livros, cadernos manuscritos da autora, fotografias, periódicos, vídeos e documentários sobre a vida e obra da homenageada.

Também é possível ver fotografias da artista que foram pouco divulgadas. Contrapondo-se à imagem tão difundida pela imprensa que, ávida em criar um personagem símbolo da favelada, insistia em publicar fotos de Carolina de Jesus sempre com um semblante sério, cabisbaixa e com um lenço branco. Assim, essa figura simplista ocultou a complexidade de uma multiartista.

Capa do disco Quarto De Despejo - Foto: Acervo IMS
Capa do disco Quarto De Despejo – Foto: Acervo IMS

Em Carolina Maria de Jesus – Um Brasil para os Brasileiros vemos fotografias dela sorrindo, elegante, prestes a embarcar para o Uruguai. A foto integrou a campanha de divulgação para o lançamento do seu primeiro livro no Uruguai.

No segundo espaço dedicado à exposição, aprecia-se a versatilidade da artista em dois outros suportes, menos conhecidos: a música e a costura. Em 1961 ela gravou um disco, também intitulado Quarto De Despejo, e essas músicas e sua voz podem ser ouvidas na exposição.

E ainda suas criações com a costura dialogam com o trabalho de Arthur Bispo do Rosário (1911-1989), artista sergipano que utilizou lixo e sucata em suas frequentes produções.

A aproximação temática da obra de Carolina com cerca de outros 60 artistas é evidenciada por meio dos trabalhos distribuídos ao longo de todo o espaço expositivo.

A curadoria de Carolina Maria de Jesus – Um Brasil para os Brasileiros é do antropólogo Hélio Menezes e da historiadora Raquel Barreto e a assistência de curadoria, da historiadora da arte Luciara Ribeiro. A mostra conta ainda com o trabalho de pesquisa da crítica literária e doutora em letras Fernanda Miranda.

Há décadas, reconhecida por escritores e escritoras que pertencem aos movimentos periféricos e coletivos negros, Carolina de Jesus é um dos maiores símbolos políticos, literários e culturais do Brasil. Seu trabalho ainda mostra-se atual diante das disparidades sociais presentes no Brasil de hoje.

Ouça o episódio #49 – Mães Reais do Rolê Urbano em que a exposição é uma das referências ao tema do programa.

Serviço
Carolina Maria de Jesus – Um Brasil para os Brasileiros
IMS Paulista – Av. Paulista, 2424 – De 25 de setembro de 2021 até 30 de janeiro de 2022.
Entrada gratuita, mediante agendamento prévio pelo site: sympla.com.br/imspaulista

Livros:

Quer receber essa e outras notícias no seu e-mail? Assine a newsletter

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here