Crítica: Aviso Prévio, direção Clara Carvalho

0

Aviso Prévio, texto de Consuelo de Castro (1946-2016), segue em temporada presencial no Viga Espaço Cênico em versão dirigida por Clara Carvalho. Aqui as relações de poder estruturalmente gestadas na sociedade patriarcal vão sendo examinadas numa sucessão de casais, interpretados por Fernanda Couto e Kiko Vianello.

Aviso Prévio - Foto: Heloisa Bortz
Aviso Prévio – Foto: Heloisa Bortz

Texto de 1987 e interpretado por Nicete Bruno e Paulo Goulart, a dramaturgia reforça a simplicidade didática da autora em apontar as contradições da sociedade. Desde a sua estreia em Prova de Fogo (1968), o tom engajado da escritora mineira levou a ser considerada por Sábato Magaldi (1927-2016) como a autêntica angry young woman da dramaturgia brasileira. Assim, suas dezenas de peças, desde as lutas estudantis às fragilidades dos relacionamentos humanos, estão sempre de olho nas assimetrias que estão ai na ordem do dia.

Inclusive recentemente Gabriel Fernandes e Bete Coelho mergulharam numa versão em cineteatro do famoso mito grego de Medéia. Na adaptação de um texto escrito, em 1997, em que Castro incluiu novas dimensões à clássica personagem grega que mata seus próprios filhos.

A direção de Carvalho segue pela simplicidade teatral, apoiada no texto e nos poucos elementos cênicos. Os múltiplos quadros e jogos de Ela e Oz vão sendo revelados na agilidade das marcações e das possibilidades dramatúrgicas. Aqui ou ali encontram-se elementos do clown, porém é no tom irônico, até mesmo cruel, que a encenação se avoluma. Principalmente quando os jogos cênicos e de poder vão sendo reconhecidos em outras sequências e relações.

Nessa estética enxuta, funcionam o cenário, os figurinos e adereços de cena propostos por Marichilene Artisevskis. A iluminação de Fran Barros traz volume a caixa preta. E a trilha sonora de Ricardo Severo reforça o tom fantasioso e deixa tudo mais encantador. Conta-se que Castro sugere o clássico Somewher Over The Rainbow, de O Mágico De Oz, nas rubricas do texto. Portanto, essa estética delirante funciona, aparece e dialoga com a dramaturgia.

Além de tudo isso, Aviso Prévio conta com o carisma de Couto e Vianello. Além de sintonizados nas múltiplas possibilidades do texto e da encenação, estão à vontade e realmente divertindo-se com as peripécias das personagens. E ainda deve-se dizer que a facilidade à comédia da atriz toma a plateia imediatamente, já nas primeiras cenas.

Provavelmente, até agora, esta seja uma das poucas montagens que voltam presencialmente, após a fase emergencial que fecharam os teatros, cinemas e museus. Por isso, sugiro colocar máscara, pegue o álcool em gel, reserve seu lugar, afinal a lotação está reduzida, e prestigie.

Por fim, mesmo sendo um texto com mais de vinte anos, infelizmente tem frescor os encontros de Ela e Oz, especialmente ao encontrarmos os discursos de tiraria tanto em opressores como em oprimidos, quando estão em alguma posição de ascendência. Confirma-se ai o efeito didático de Castro, como tais narrativas estão impregnadas em nossas estruturas sociais.

Serviço
Até 9 de maio – Sábado e domingo às 18h. (Clique aqui para mais informações)
Grátis.

Ficha técnica
Texto: Consuelo de Castro. Direção Geral: Clara Carvalho. Assistência de Direção: Suzana Muniz. Elenco: Fernanda Couto e Kiko Vianello. Cenário: Amanda Vieira e Marichilene Artisevskis. Figurino: Marichilene Artisevskis. Visagismo: Equipe Studio W Higienopolis – Make up: Suely Rodrigues. Cabelo: Claudia Santo. Manicure: Mary Santos. Trilha Sonora: Ricardo Severo. Desenho de Luz: Fran Barros. Direção de Produção: Henrique Benjamin. Produção Executiva: Fábio Hilst. Assistente de Produção: Kiko Rieser. Mídias Digitais: Ton Prado e Cubo Entretenimento. Administrativo: Emília Breda. Assessoria Jurídica: Murillo Osneti. Contabilidade: CMS Contábil. Secretária: Louise Helene. Assessoria de Imprensa: Adriana Balsanelli. Fotografia: Heloisa Bortz. Câmeras: Lucas Kloppel, Natália Nogueira e Fernando Fiurst. Edição: Fernando Fiurst. Direção de Fotografia: Hugo Kloppel. Design Gráfico e Vídeos: Ton Prado. Operador de Luz: Fran Barros. Operador de Som: Rafael Thomazini. Contrarregra e Direção de Palco: Lucas Andrade. Tradução libras: Karina Zonzini. Camareira: Judith Rosa. Costureira: Judite Gerônimo de Lima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui