Brás será palco de teatro sobre trabalho

0
43
Intervenção Cênica - Foto: Wilson Saraiva
Intervenção Cênica - Foto: Wilson Saraiva

A Cia O Grito apresenta o Teatro Épico e Precarização do Trabalho, uma intervenção cênica que propõe uma interligação entre as relações de Brás e a história pessoal dos seus intérprete. As intervenções estão marcadas para o dia 22 e 23 de setembro e 06 de outubro, na zona Central do bairro Brás. 

Essa região central da cidade de São Paulo é marcada pela lojas e trabalhadores de confecções, com grande pluralidade étnica, em que é possível ouvir árabe, turco e português com sotaque angolano, chinês e japonês.

As atividades são abertas ao público, com limitação de número de pessoas no interior da Casa Restaura-me, sede da Cia. Os atores e diretores fazem percursos itinerantes ao ar livre para investigar novas possibilidades de narrativas sobre a precarização do trabalho com base em procedimentos do teatro épico de Bertold Brecht (1898-1956). 

Segundo a organização, boa parte das pessoas em situação de rua que frequentam a Casa se organizam para ter algum tipo de renda, seja por recolhimento e venda de materiais recicláveis ou trabalhos braçais. “É necessário explicitar e desnaturalizar a precarização nas relações de trabalho travadas no território, na cidade e em nosso próprio ofício de artista”, afirma o ator Wilson Saraiva o projeto. 

O encenador pernambucano, Eugênio Lima, membro fundador do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, foi convidado para a direção da apresentação. O objetivo principal do projeto é a continuidade e aprofundamento da linha de pesquisa teatral do grupo na atual ocupação artística.

Serviço
Intervenções cênicas no bairro do Brás
Dia 22/09 – 9h e às 10h30 – Casa Restaura-me: Rua Monsenhor Andrade, 746 – Brás.
Dia 23/09 – 9h30 e às 11h – Rua Monsenhor Andrade, 746 – Brás.
Dia 06/10 – 11h – Monumento ao Migrante Nordestino, no Lago Concórdia.

Ficha técnica
Direção: Eugênio Lima. Elenco: Diane Boda, Fulvio Bicudo, Junia Magi, Maurício Caetano, Samira Pissinato, Zé Olegário Neto e Wilson Saraiva. Trilha: Eugênio Lima. Cenário: Caio Marinho. Figurino: Telumi Hellen. Produção: Palipalan Arte e Cultura 
 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here