Bairro do Bixiga ganha mural inspirado no primeiro quilombo urbano de SP | e-Urbanidade

0
Murau Saracura – Foto: Divulgação assessoria

O bairro do Bixiga, em São Paulo, acaba de ganhar uma nova intervenção artística. No início do ano foi inaugurado o mural Saracura, criado pelo artista plástico Diogo Mouro. O painel foi pintado na fachada do prédio do coletivo teatral Cia. Teatro do Incêndio, entre as Ruas Treze de Maio e Santo Antônio, e faz parte do projeto Cidade Extensão da Gente.

Saracura é a primeira das várias ações que buscam transformar o espaço urbano em um local vivo e repleto de arte. A pintura feita por Diogo fica na lateral do prédio, que também se encontra na entrada para o bairro. O imóvel foi tombado como patrimônio cultural da cidade, e todo o projeto do mural foi feito em parceria com o Instagrafite e a Secretaria Municipal do Turismo.

O grafite mostra uma mulher negra estendendo roupas em um varal e, de acordo com Mouro, “é um retrato do cotidiano, uma atividade que, de alguma forma, reúne as pessoas pelas peças de roupas em um mesmo varal, uma imagem comum a muitos nessa comunidade“.

A inspiração veio da história do povo negro, muito presente no bairro. O Bixiga foi o primeiro quilombo urbano da cidade, na época chamado justamente de Saracura. Na época da escravidão, muitos negros fugiam para Saracura, onde se disfarçavam de trabalhadores alforriados e eram acolhidos em moradias.

Murau Saracura e Diogo Mouro – Foto: Divulgação assessoria

A ideia do projeto Cidade Extensão da Gente é reformar espaços públicos de São Paulo, para devolver a cidade aos seus cidadãos. Segundo Gabriela Morato, atriz e produtora do Teatro de Incêndio, o Bixiga foi o local ideal para iniciar as ações do projeto. “O bairro carrega em suas paredes históricas marcas de diversidade. Contudo, ao caminhar pelas ruas, identificamos estruturas esquecidas, excluídas, degradadas e muitas vezes invisíveis ao olhar do transeunte e do morador, que não mais enxerga a cidade como espaço de manifestação e manutenção da vida“.

Os próximos passos do projeto já foram delineados pelo Teatro de Incêndio. A ideia do coletivo é criar uma obra de arte na entrada da companhia, instalar lixeiras para descarte correto de lixo e ainda instalar um espaço público para ações culturais e de lazer na Rua Treze de Maio.

Serviço:
Murau Saracura
Na esquina das ruas Treze de Maio e Santo Antônio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui