5 séries não inéditas para se divertir na quarentena | Blog e-Urbanidade

0

Diante de tanto conteúdo gerado na quarentena, o que mais as pessoas têm me pedido nas redes sociais é: me passa uma série ou filme leve para assistir. Definem: não precisa ter bela fotografia, temas potentes e grandes interpretações, quero apenas dar boas gargalhadas.

A boa notícia é que dá para ter tudo isso e dar risada. Seguem 5 sugestões de séries, não inéditas, pra se divertir.

#1 – A Casa da Flores – Netflix

A Casa das Flores - Foto: Divulgação/Netflix
A Casa das Flores – Foto: Divulgação/Netflix

A comédia mexicana tem 3 temporadas e traz aquela narrativa própria das novelas dos hermanos. Na terceira temporada, a protagonista Paulina (Cecília Suarez) soltou: “Você é burro? Você é do Alabama? Seu sobrenome é Bolsonaro ou o quê?”.

Cheia de reviravoltas e muito humor ácido é daquelas que vale apegar-se, episódio por episódio. O mote parte das tentativas de uma família tradicional em manter sua aparência, mesmo que isso seja quase impossível, diante das complexidades contemporaneidade.

Em 2018, o Blog e-Urbanidade falou da série, clique aqui para ler.

#2 – Fleabag – Prime Vídeo

Esta comédia britânica é uma das boas surpresas da tevê. Levou os principais prêmios nos últimos anos. Inclusive o primeiro episódio da segunda temporada é um dos melhores e mais criativos que já assisti.

A dramaturga e atriz Phoebe Waller-Bridge interpreta Fleabag, uma mulher inquieta e que frequentemente quebra a quarta parede e fala com quem assiste. Ela tem aquele jeito que frita com suas ideias, como Woody Allen, como todo-mundo.

Aproveite os descontos que a Prime Vídeo tem feito e assista essa série que é mesmo imperdível. Clique aqui para acessar o link para saber as condições da plataforma.

#3 – Modern Family (Netflix, Globoplay e Fox Premium)

A série norte-americana está na 11ª temporada e é um dos mais divertidos retratos da novas famílias. Com 22 prêmios no Emmy Awards, maior premiação da tevê americana, vale a pena ver desde a primeira temporada, se nunca se atreveu. E o que é mais legal é ir vendo as crianças crescendo e os conflitos mudarem.

São episódios curtos, de 22 minutos, e não tem como não se envolver com as jornadas e as atrapalhadas dos casais e seus filhos. No Netflix tem até a 6ª temporada e o Globoplay disponibilizou 10. A 11ª temporada está disponível apenas na Fox Premium.

#4 – Grace and Frankie (Netflix)

Grace and Frankie

A série estrelada por Jane Fonda, Lily Tomlin, Martin Sheen e Sam Waterston é uma das melhores coisas para se ver. As peripécias das duas mulheres que ficam sabendo que os maridos têm uma relação homoafetiva é o pontapé pra muita confusão e questões sobre velhice e amor.

Com 6 temporadas, também vale a pena ver desde o primeiro episódio. É difícil dizer quem está melhor, mas Jane e Lily são uma verdadeira maravilha em cena.

E em 2015, a série foi tema aqui do blog, quando ainda éramos o Blog do Celso Faria. Clique aqui para ler.

#5 – Todxs Nós (HBO)

A série acabou de ser apresentada no canal brasileiro e pode ser visto nas plataformas. Com episódios curtos, escrito por Vera Egito e Heitor Dhalia, trata da história de três amigos, entre 20 e 30 anos, que moram aqui em São Paulo.

Questões sobre sexualidade, transsexualidade, racismo e relacionamentos são tratados de forma divertida, por Rafa (Clara Gallo), Vini (Kelner Macêdo) e Maia (Julianna Gerais).

Clique aqui para ler a postagem do Blog e-Urbanidade, após assistir o primeiro episódio.

Quer receber essa e outras notícias no seu e-mail? Assine a newsletter

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here