5 Motivos para assistir Império de Pierre Cardin

Quem é Pierre Cardin? Você tem motivos mais que suficientes para conhecer este gênio da moda, designer e dos negócios.

0

Depois de Coco Chanel, Saint Laurent e Dior, chega ao cinema o documentário sobre a vida de um dos seus maiores ícones da moda: Império de Pierre Cardin. O filme tem direção de P. David Ebersole e Todd Hughes, produção é de Cori Coppol e tem participações ilustres, como Jean Paul Gaultier, Philippe Starck, Sharon Stone, Naomi Campbell, Jenny Shimizu, Dionne Warwick, Guo Pei, Alice Cooper, Jean-Michel Jarre, Hanae Mori, Yumi Katsura, Kenzo Takada.

Pierre Cardin

Diante de tantas estrelas e tão importante registro, o e-Urbanidade fez uma lista de motivos para correr para o cinema. O filme está nos cinemas de algumas cidades e está na plataformas de streaming.

1- As referência de Mr. Cardin

O italiano Pierre chega em Paris em 1945, durante a Segunda Guerra Mundial, e se estabelece como chefe do ateliê de Christian Dior. Assim, o documentário apresenta as referências que vão servir de suporte ao traço marcante do costureiro. Fiquem atentos aos depoimentos de nomes importantes da alta costura e principalmente ao estilo vanguardista e moderno que desponta nos trabalhos futuros, desde às vestimentas aos mobiliários.

2 – O traço artístico de Pierre Cardin

A modernidade presente na clássica Túnica do Cosmos, incluindo cores vibrantes, cortes geométricos e futuristas dialogam com o conceito de roupas unissex, uma novidade da época. Assim, com certeza, depois Império de Pierre Cardin você vai poder reconhecer elementos do modista na alta costura e das lojas prêt-à-porter.

3 – Os licenciamentos de P. Cardin

Falando de prê-à-porter, Pierre Cardin foi sentenciado para fora da alta costura por se tornar popular. Foi seu maior risco, mas pelos licenciamentos tornou-se definitivamente milionário. Quem ai nunca usou uma calça, óculos ou até relógios com a marca do costureiro? Esse tato aos grandes negócios e parcerias é um das camadas do doc.

4 – Pierre e seus amores

Já na cinebiografia Saint Laurent (2014), Pierre Cardin aparece com um sujeito questionável, com uma possível relação com a personagem título do filme. Já no documentário suas relações afetivas são tratadas de forma breve, apontando para a bissexualidade, mesmo que tenha tido uma relação estável Jeanne Moreau.

5 – Um Artista

Império de Pierre Cardin expõe a fortuna, mas também detalhe sobre o artista e grande incentivador das artes. Criou espaços culturais, bancou marcar internacionais como o restaurante Maxim´s. Tendo ai um faro perfeito para contratar pessoas certas para seu time de criação.

Confira o trailler:

Serviço
Título Original: House of Cardin
Direção: P. David Ebersole & Todd Hughes
Produção: Cori Coppola
Fotografia: Laurent King
Edição: Mel Mel Sukekawa-Mooring & Brad Comfort
Música: James Peter Moffatt
Gênero: Documentário
País: Estados Unidos, França
Ano: 2019
Cor
Duração: 97 minutos
Classificação: 12 anos 
Elenco: Jean Paul Gaultier, Philippe Starck, Sharon Stone, Naomi Campbell, Jenny Shimizu, Dionne Warwick, Guo Pei, Alice Cooper, Jean-Michel Jarre, Hanae Mori, Yumi Katsura, Kenzo Takada

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui